criar-canal-youtube

Como começar um canal no YouTube em 2021

Muita gente me pergunta como começar um canal no Youtube então resolvi compilar algumas informações importantes sobre o assunto.

Ter um canal no YouTube é uma ótima maneira de partilhar o teu conhecimento, serviço e criatividade com o mundo!

 

Para além disso quando bem planeado, é possível obter uma boa fonte de renda extra e isso todos nós queremos certo? Entretanto, começar um canal pode parecer algo assustador, com várias etapas e mesmo ter de atrair uma nova audiência do zero causa sua parcela de ansiedade, mas te garanto que tudo é muito mais simples do que parece.

Vamos então por partes. Primeiro é importante que entendas que o YouTube atualmente é o segundo maior mecanismo de busca na internet depois do Google, com mais de 1 bilhão de visitantes únicos por mês – e de verdade acredito que este dado sozinho deveria ser um grande motivador para qualquer pessoa que tem um negócio digital começar o seu próprio canal pra ontem!

Mas o fator que realmente destaca o YouTube é a união das ferramentas de busca com toda a lógica de interação das redes sociais, pois aqui não só consegues achar a resposta para aquilo que procuras como também comentar, curtir, seguir o criador/canal, e até mesmo interagir com publicações já comuns em outras redes (como posts, enquetes, stories, e a versão de vídeos curtos no estilo Tik Tok).

Por estas razões, acredito mesmo que qualquer negócio não só pode como deve beneficiar-se do potencial de alcance desta plataforma e, no artigo de hoje, trago-te o passo-a-passo para começar do zero o teu próprio canal do YouTube, num processo fácil e sem traumas!

Explicarei como decidir sobre o que o teu canal deve ser, como escolher um nome nomeá-lo e algumas dicas de filmagem.

E, o mais importante, vamos falar sobre como começar a receber VISUALIZAÇÕES, e atrair novos seguidores mesmo se o teu canal for novo e tu ainda não tiver subscritores!

Então, vamos começar e percorrer as sete etapas que tu precisas de seguir para iniciar um canal no YouTube em 2021!

1. Decida a temática do teu canal

Para iniciar o teu canal, a primeira coisa que tu precisas de fazer é decidir do que se trata o teu canal.  Se tu já sabes exatamente dobre o que desejas falar, ótimo! Já podes partir para a próxima etapa. Mas se te sentes confusa(o) porque tem várias ideias diferentes, ou mesmo porque teu negócio são produtos e não sabes exatamente sobre o que podes falar, aqui estão três coisas principais que tu deves ter em mente:

  • Comece com um – e apenas um – tópico

Se estás apenas começando a fazer vídeos, não há problema algum em experimentar com assuntos ou mesmo com formas diferentes de construir o vídeo até achares aquele que melhor ressoa contigo e com o público. Mas, preciso pontuar aqui que provavelmente o teu canal só vai começar a crescer de verdade quando escolheres um tópico para concentrar a tua produção.

  • Não estresse muito com isto

Tudo bem se escolheres um tópico e depois mudar de ideia – been there, done that. Isso porque pouquíssimas pessoas vão assistir os teus vídeos logo no início (difícil de ouvir, eu sei… mas é a pura verdade).

No início, vais aprender a fazer vídeos e criar uma rotina de publicação. Podes começar a falar sobre um assunto e depois descobrir que, afinal, não é o que desejas manter a longo prazo. Talvez não tenhas muito a dizer sobre isso ou simplesmente haja outra coisa sobre a qual preferes falar.

Está tudo bem. Tu aqui és o teu próprio realizador.

Então, não sintas muita pressão ao escolher um tópico, apenas escolha algo em que te interesse e te sintas confortável para falar do tema, e siga em frente para que possas lançar o teu canal. Acredite, o mais importante neste momento é criar o hábito de fazer vídeos, por isso não te ponhas muitas objeções.

Se és um prestador de serviços, ou tens uma loja online, podes aproveitar para criar conteúdos que solucionam dores dos teus clientes e assim ampliar a tua autoridade no assunto.

2. Brainstorm de ideias de vídeo.

Depois de decidir sobre o que será o teu canal, tu podes passar para a etapa dois e ter ideias de vídeos. Isso é algo que eu sempre recomendo que as pessoas façam antes de iniciar um canal por dois motivos principais:

Vai tornar o início do seu canal mais fácil, porque tu precisas ter ideias de vídeos para começar a fazer vídeos.

Isso pode realmente esclarecer se escolheste ou não o tópico certo para o teu canal.

Especificamente, recomendo que você faça um brainstorming de 30 ideias de vídeo. Eu sei que pode parecer muito, mas olha: se tu não consegues pensar num grande número de ideias de vídeo sobre esse tópico que estás considerando abordar no teu canal, então se calhar pode ser um sinal de que tu podes precisar de escolher um tópico diferente – algo sobre o qual tu tenhas mais a dizer.

Ter essas 30 ideias de vídeo te dará a confiança de que não vais ficar sem coisas para dizer e não terás desculpa e, também, será um passo a menos na hora de fazer o vídeo em si.

3. Pesquise a concorrência e audiência.

Fico impressionada com a quantidade de pessoas que começam seus canais sem ter feito a lição de casa.

Ok, acredito que principal razão para que alguém comece um canal seja por puro gosto, por ter algo a dizer – mesmo quando isto está dentro de uma estratégia de marketing de conteúdo – e daí a importância das duas etapas anteriores.

Com isto dito, entretanto, aquilo que nós queremos dizer pode ser muito diferente daquilo que a nossa audiência está em busca ou mesmo daquilo que já foi feito. Por isso, a terceira etapa do processo de criação do teu canal é a pesquisa! Tu precisas pesquisar essas ideias de vídeo que estás a pensar em fazer em teu novo canal e descobrir quais outras pessoas estarão mais interessadas. Isso vai dar um passo além de apenas usar o Google Trends ou Answer The Public. Tu farás dois tipos diferentes de pesquisa para descobrir se essas ideias específicas de vídeo serão populares – pesquisa de palavras-chave e pesquisa de concorrentes.

  • Pesquisa de palavra-chave

A pesquisa de palavras-chave serve para descobrir quantas pessoas estão procurando uma determinada palavra-chave a cada mês. Você está tentando descobrir quantas centenas ou milhares de pessoas estão procurando certas palavras relacionadas à sua ideia de vídeo.

PALAVRA-CHAVE

Definição: ideias ou tópicos que definem sobre o que trata o teu conteúdo.

Por exemplo, se eu estivesse pensando em fazer um vídeo sobre como edito meus vídeos do YouTube, poderia pesquisar as palavras-chave “tutorial de edição de vídeo” para descobrir quantas milhares de pessoas estão pesquisando isso no Google ou no YouTube todos os meses. Então posso comparar esse número com outros vídeos que estou a pensar em filmar para descobrir qual é a ideia mais popular ou menos concorrida (depende da estratégia). Existem muitas ferramentas gratuitas diferentes que você pode usar para fazer esse tipo de pesquisa, incluindo a ferramenta Google AdWord Keyword Planner, TubeBuddy.

  • Pesquisa de concorrentes

Essa técnica envolve olhar os vídeos que tu e os teus concorrentes estão a fazer para ver quais estão a ter um bom desempenho e como as tuas ideias foram executadas nos canais deles. Para fazer isso, precisas de:

  • Identificar os teus concorrentes

Isso significa que tu precisas de encontrar alguns outros canais semelhantes ao canal que desejas criar e que estejam fazendo vídeos semelhantes aos que queres fazer. Depois de identificares esses concorrentes, tu podes dar uma olhada em alguns dos vídeos que lá estão e, em seguida, filtrá-los por “mais populares” para ver quais vídeos foram realmente bons para eles. Isso vai dar-te ideias para vídeos que podes querer fazer em seu canal e também fica mais fácil de diferenciar-se uma vez que já sabes aquilo que já foi feito …

 

  • Pesquisar a performance dos vídeos dos concorrentes

Muito provavelmente os teus concorrentes já devem de ter feito vídeos com temas similares aqueles que que queres fazer e, portanto, tens aqui uma oportunidade de avaliar a performance do tema antes de botares a mão na massa.  Pesquise pelo tema do vídeo que queres fazer e analise  o desempenho dele no canal do teu concorrente. Quantas visualizações teve? Há quanto tempo foi feito? Aqui podem surgir muitas oportunidades de renovar um conteúdo já antigo e analisar o quão popular é a ideia que tens em mente para decidir se vale ou não a pena produzir o vídeo.

4. Dê um nome ao seu canal no YouTube.

Para esta etapa, podes usar o teu próprio nome ou um nome diferente relacionado ao universo do canal.

Para que tomes esta decisão com confiança, recomendo que penses sobre o que o canal realmente se trata. Na minha visão, há dois tipos de canais:

    1. Canal que gira em torno de uma temática, de forma mais informativa;
    2. Canal que foca mais no criador em si (suas opiniões, dia a dia, reviews, etc.).

Penso que no caso de negócios, o processo é mais intuitivo. Se tens um produto, podes colocar o nome da marca do teu produto e, por outro lado, se és prestador de serviço o teu nome ser uma ideia mais interessante.

A verdade é que aqui não há uma super regra uma vez que, no futuro, sempre podes mudar o nome nas configurações do teu canal, mas, atenção: o nome original que escolheste SEMPRE estará associado à URL personalizada do canal.

Para que entendas o que estou a dizer, uso o meu próprio canal como exemplo. Originalmente, chamava-se “Vida Filmmaker” porque eu queria tratar de assuntos do universo de filmagem profissional e cinema. Entretanto, recentemente mudei a linha editorial do canal e queria mais liberdade sobre os assuntos que iria tratar, portanto, decidi mudar o nome do canal para meu próprio nome “Lu Soares”.

Como podem ver na imagem, o nome do canal mudou:

Como começar um canal no YouTube

Mas a URL continua tendo o “vida filmmaker”, e se eu quisesse editar para algo novo teria de ter o “vida filmmaker” associado na mesma.

Para mais dicas sobre como escolher o nome do teu canal, clica aqui para assistir a este vídeo

5. Cria o teu canal no YouTube.

Tu precisas de decidir o nome do canal antes de cria-lo pois o YouTube irá logo perguntar como gostarias de chamá-lo. Criar o canal em si, é um processo muito simples e intuitivo, basta aceder ao YouTube enquanto logado com a tua conta no Google e seguir o passo a passo.

Aqui, entretanto, tenho uma dica importante: crie um e-mail dedicado exclusivamente ao teu canal no YouTube.

Isto porque se, no futuro, quiseres contratar uma equipa para fazer o gerenciamento completo do teu canal (inclusive o upload dos conteúdos), será necessário que esta pessoa tenha o acesso completo a tua conta no Google. Ao criar um e-mail exclusivo para o canal, garantes a tua privacidade do teu e-mail pessoal/profissional. Para além disso, conforme o canal cresce, a tua caixa de entrada pode acabar por ficar demasiado cheia com notificações.

6. Cria os teus primeiros vídeos para o YouTube.

Obviamente, essa será a maior parte do trabalho que tu farás para o teu canal no YouTube. Então, se não sentires que está muito bom no início, tudo bem – publique mesmo assim! Os vídeos de quase toda a gente são péssimos no início, então se os teus forem decentes (isto é: áudio bom e uma imagem clara), estás melhor do que a média!

Pessoalmente posso dizer-lhe que, mesmo sendo uma profissional da área, senti imensa dificuldade no início, principalmente com o falar para a câmara. Não é algo natural, nem confortável, eu sei. Mas acredite, uma pessoa habitua-se e apenas a prática pode ajudar a ficares melhor.  Não desistas, publique como está e faça o próximo.

 

Agora, quando digo isso, não quero dizer que a qualidade do vídeo, o roteiro e tua postura não importam… é claro que importa! Mas o mais importante é que cries o hábito de filmar, o hábito de ouvir-se, de olhar para a lente da câmara, de passar por todo o processo de fazer um vídeo. 

Lembre-se Youtube não são 100 metros, é uma maratona inteira! Vá com calma, aprenda no percurso e sê consistente.

Acredite, com o tempo a sua qualidade vai melhorar.

Se queres mais dicas sobre como fazer o teu primeiro vídeo, clica aqui.

7. Obtenha visualizações em seus vídeos.

Obter visualizações em teus vídeos é a chave para o sucesso no YouTube, então a tua etapa final é promover, promover, promover! Existem duas maneiras principais de fazer isso:

Promova o teu vídeo nas redes sociais.

A coisa mais comum que as pessoas fazem é promover os vídeos em redes sociais onde já têm uma maior audiência, como Facebook ou Instagram. No entretanto, existem dois erros potenciais neste movimento:

  1. A maioria das plataformas de mídia social deseja que os seus usuários permaneçam em suas plataformas

Portanto, se tu compartilhares um link para o teu vídeo do YouTube em outra rede social (Facebook, por exemplo), esse link ou postagem provavelmente não funcionará muito bem, o que significa que muitas pessoas não vão clicar nela e não vai te render muitas visualizações.

Para contornar este problema, recomendo que faças uso intenso das stories mostrando TODAS as etapas de produção do teu vídeo, gerando interesse e dando a conhecer o teu canal. E se quiseres partilhar o vídeo em si, faça um aproveitamento do conteúdo, adaptando para cada rede social onde queira partilhar.

  1. O outro erro que vejo muitos cometerem é enviarem links dos vídeos por mensagem direta a toda gente.

Sinceramente, acho isso pouco produtivo e bastante invasivo. Pensa bem, que diferença entre esta atitude e alguém te empurrando um panfleto na rua?!

Promova teu vídeo no YouTube.

Bem, não estou falando sobre publicidade paga. A publicidade paga no YouTube normalmente não funciona muito bem para desenvolver um canal, e é MUITO cara! Em vez disso, proponho que te concentres em fazer vídeos de boa qualidade que sejam interessantes e que as pessoas gostem de assistir, para que, quando os assistirem, continuem assistindo – o algoritmo do YouTube perceberá que as pessoas gostam deles e os promoverá para você, que é o objetivo final do crescimento seu público.

Aos poucos podes ir melhorando a parte técnica o que diz respeito ao cenário, iluminação, edição. Mas o mais importante és tu e o teu conteúdo.

E no que diz respeito ao conteúdo, é importante que esteja alinhado como que o público quer ver. Se tiveres um vídeo que fez muito sucesso acerca de um tema, explore mais este tema, pois de certeza a busca do YouTube vai entregar visualizações. 

Outra estratégia que ajuda MUITO, principalmente no início, é escolher usar as tags certas antes de publicar o vídeo, por isso fiz um vídeo mostrando exatamente como eu faço para mim e para os meus clientes. Clique aqui para ver este vídeo

Então aí está! Agora você sabe exatamente como começar um canal do YouTube do zero. Decides-te sobre o que será o teu canal, como nomeá-lo e algumas dicas úteis sobre como colocá-lo em funcionamento. Por último, aprendes-te como obter mais visualizações, mesmo se estiveres apenas começando. E lembre-se, nunca é tarde para começar um canal no YouTube e 2021 é um ótimo momento para começar!

Este é o teu sucesso!

 

Também podes se interessar por este tema: 15 tipos de vídeo marketing para negócios

Partilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on pinterest